Medidor de Nível de Fita: Para que serve e como usar um!

As exigências de monitoramento de nível e vazão já abrangem praticamente todas as regiões do Brasil, te obrigam a manter o registro das informações e a fiscalização está cada dia mais incisiva e presente.

A forma mais simples de você medir o nível estático e dinâmico de seu poço artesiano é com uso de um “medidor de nível de fita”. No entanto, antes de comprar o seu, é preciso saber quais são o nível estático e dinâmico do seu poço.

Te parece um paradoxo isso? Vou explicar. Para você não comprar errado é importante conhecer estas informações.

Se você não sabe quais os níveis do seu poço, sabe ao menos a profundidade de instalação do conjunto motobomba? Se seu equipamento de bombeamento está instalado a 180 metros, por exemplo, não faz sentido comprar um medidor de nível com uma fita de 150 metros, isto porque nesta condição, a profundidade máxima do nível dinâmico poderá ser a mesma do crivo da bomba, ou seja, 180 metros. Um medidor de 200 metros te atenderia nesta situação.

Devemos escolher então um comprimento de fita que atenda as duas situações; poço parado (nível estático) e poço ligado (nível dinâmico).

Se já estiver pronto para comprar seu medidor de nível ou deseja conhecer os preços deste equipamento, clique aqui.

Outro ponto importante: Seu poço tem tubo de nível instalado? Somente pelo tubo de nível é que é possível inserir a fita. Trata-se de um tubo de PVC ou Aço, com diâmetro mínimo de ½” (meia polegada), onde o mais usual é de ¾” (três quartos de polegada).

Agora veremos como medir o nível.

Lembre-se que o medidor consiste de um circuito eletrônico que funciona alimentado por uma bateria, geralmente de 9 volts. Ter sempre uma bateria reserva evita que você perca a viagem.

Com o medidor de nível em mãos faça 2 testes físicos antes.

Teste 01: Ligue o medidor e aperte o botão “teste”. Ao fazer esta ação, você deve escutar um apito. Alguns medidores têm um LED que acende junto com o apito, assim você tem dois alertas, o sonoro e o visual.

Teste 02: Coloque a ponta do medidor em um copo ou lata com água, e verifique se ele apita quando a ponteira estiver completamente submersa na água.

Tenha certeza que o medidor está funcionando antes de inserir no poço, para que você não tenha leituras erradas ou, na pior hipótese, não consiga encontrar o nível.

Se passar nestes dois testes, você já pode inserir a fita dentro do tubo de nível.

Verifique agora se o poço está desligado, para que você faça a leitura do nível estático.

Desenrolar a fita do carretel inserindo-a no tubo de nível até o momento em que o medidor começar a apitar. Neste momento, pare de desenrolar o carretel e comece a puxar a fita para fora do poço, até que ele pare de apitar.

Agora, de forma bem lenta, vá descendo a fita até que o medidor comece a apitar novamente e pare. Pronto. Este é o nível estático do poço.

Como a fita do medidor geralmente é graduada em centímetros faça a leitura de quantos metros de fita tem dentro do tubo de nível, isto corresponde ao nível estático do poço (uma vez que o poço está desligado).

Com uso de uma prancheta e papel, faça um cabeçalho com nome do poço, local, data, hora e o valor do nível estático.

Para medir o nível dinâmico o ideal é fazer esta leitura após, no mínimo, uma hora de funcionamento da bomba sem interrupções.

Repita o mesmo procedimento e anote o valor do nível dinâmico em sua planilha.

Você deve preparar uma planilha onde irá lançar estes valores e armazenar estas informações conforme solicitação do seu agente fiscalizador (mínimo por cinco anos).

Agora, se no local do seu poço chega sinal de internet para celular (GPRS, G3, G4 outros), temos a opção de fazer estas leituras de forma remota e precisa, sem a necessidade de você perder horas valiosas para cumprir com estas exigências legais.

Nossa solução envolve um sistema on-line para o armazenamento dos dados, controle e emissão de relatórios (Hidroview) e a Central de Monitoramento (Hidrohub).

Contrate nossos serviços e conte com a comodidade de se administrar as informações de nível, vazão e outros, gerando gráficos e relatórios diários, mensais e anuais a um clique de distância.

Veja os custos básicos desta solução agora, clicando aqui.

Em meu blog você encontra mais informações sobre este e outros assuntos.

Para entrar em contato comigo ou esclarecer mais duvidas clique aqui.

Um abraço e sucesso em seus empreendimentos.

Eng. Fernando Mancini de Oliveira

Tags